Situando Jane Jacobs

Livro modificou as regras do jogo das cidades em todo o mundo / Por Renato Cymbalista

Jane Jacobs

Se tivéssemos que eleger um único livro que representasse a historia recente do urbanismo no Ocidente, possivelmente a escolha recairia sobre Morte e Vida de Grandes Cidades, publicado em 1961.

Jane Jacobs não foi a única nem a primeira voz crítica ao urbanismo modernista arrasa-quarteirão que prevaleceu nas décadas de 1940 e 1950, mas o seu livro atingiu em cheio a opinião pública e apoiou a construção de um senso comum crítico dos grandes projetos de renovação urbana e valorizador dos tecidos urbanos historicamente constituídos. Continuar lendo

Anúncios